Carros de repasse e loja concessionária: Veja qual é a diferença

A apresentação de carros de repasses é completamente normal nos grupos de vendas de automóveis online e transações de revenda em lojas concessionárias. Mas qual o ponto principal é vantajoso em trabalhar com este modo automotivo?

Caso esta questão seja a sua dúvida, fique conosco que esse texto é para você. Para a publicação de hoje, explicaremos a diferença entre o repasse de veículos ou revenda, se valerá a pena ou não seguir por esse caminho e obter o veículo com base no seu orçamento sem complicações.

Carros de repasse e loja concessionária: Qual é a diferença?

Esse é um dos principais pontos que para muitos parece ser óbvia. Porém, estamos destacando pontos para você que realmente desconhece esse método e está a fim de esclarecer todas as dúvidas antes de ingressar nesse ambiente.

Apesar de que ambos possuem a mesma maneira de comercializar, mas, a forma de liderar é totalmente diferente. Assim que uma loja concessionária a rematar um automóvel, automaticamente o veículo vai diretamente para a revisão para deixar apto para a venda e proporcionar garantias levando a confiança e tranquilidade ao consumidor.

Os carros de repasse são literalmente “passam para frente”. Ou seja, a mesma assistência não é dada, elas são vendidas no estado que você conhece. Por conta da falta de manutenção e garantia, o valor do automóvel de repasse é inferior ao da tabela de mercado.

É vantajoso fazer negócio com carro de repasse?

A resposta a esta pergunta é: depende do estado do veículo! Antes de tomar uma decisão, analise a prestação de que isso pode trazer bem para o seu negócio.

E quando falamos de retorno, não nos referimos apenas a problemas financeiros. Afinal, a venda não termina apenas quando o dinheiro é recebido.

Embora a garantia deste modo de venda seja controversa, o artigo 18º do Código do Consumidor (CDC) afirma que o vendedor é responsável pelos problemas que aparecem no prazo de 90 dias.

Para evitar dores de cabeça, os proprietários de armazenamento geralmente adicionam uma cláusula ao contrato que comunica o estado do automóvel, exceto por qualquer obrigação. De acordo com o CDC, no entanto, isso não é uma ação legal.




Faça Parte! Adicione seu e-mail e receba mais informações